domingo, 3 de março de 2013

A voz do silêncio

“Pior do que uma voz que cala, é um silêncio que fala!”

Simples, rápido! E quanta força!

Imediatamente me veio à cabeça situações em que o silêncio me disse verdades terríveis pois, você sabe, o silêncio não é dado a amenidades. Um telefone mudo. Um e-mail que não chega. Um encontro onde nenhum dos dois abre a boca. Silêncios que falam sobre desinteresse, esquecimento, recusas.

Quantas coisas são ditas na quietude, depois de uma discussão. O perdão não vem, nem um beijo, nem uma gargalhada para acabar com o clima de tensão. Só ele permanece imutável, o silêncio, a ante-sala do fim. É mil vezes preferível uma voz que diga coisas que a gente não quer ouvir, pois ao menos as palavras que são ditas indicam uma tentativa de entendimento.
Cordas vocais em funcionamento articulam argumentos, expõem suas queixas, jogam limpo. Já o silêncio arquiteta planos que não são compartilhados. Quando nada é dito, nada fica combinado. Quantas vezes, numa discussão histérica, ouvimos um dos dois gritar: “Diz alguma coisa, mas não fica aí parado me olhando!” É o silêncio de um mandando más notícias para o desespero do outro.
É claro que há muitas situações em que o silêncio é bem-vindo. Para um cara que trabalha com uma britadeira na rua, o silêncio é um bálsamo. Para a professora de uma creche, o silêncio é um presente. Para os seguranças de um show de rock, o silêncio é um sonho. Mesmo no amor, quando a relação é sólida e madura, o silêncio a dois não incomoda, pois é o silêncio da paz.
O único silêncio que perturba é aquele que fala. E fala alto. É quando ninguém bate à nossa porta, não há recados na secretária eletrônica e mesmo assim você entende a mensagem.
(Martha Medeiros)

10 comentários:

  1. O silencio de alguém que vc ama, e uma dor doida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com vc.

      Excluir
    2. Como dói... ah se dói... Todos os dias!

      Excluir
    3. Dói e muito.

      Excluir
  2. Tudo na vida é mediação, no relacionamento, no amanhecer, nas amizades ou em família. Nada tanto e nem muito tão pouco, ou vice-versa. Mediar sempre! Mas como achar e manter esse equilíbrio tão necessário na vida? Para que o silêncio, que as vezes tanto fala, não nos maltrate? Linda mensagem para essa calorosa manhã de segunda!Semana cheia de amor e paz à todos!

    ResponderExcluir
  3. Martha Medeiros e seus textos mais que perfeitos que parecem transmitir tudo o que a gente sente mas não consegue dizer.

    ResponderExcluir
  4. O pior silêncio é aquele que diz exatamente oque ele quer dizer: nada, mostrar como somos indignos de ao menos ser importunados com qualquer reação.

    Eu odeio no fundo na minha alma o silêncio da falta de comunicação, e não o silêncio de verbal.

    ResponderExcluir
  5. Agora me lembrei de Zeca Baleiro:

    "A tua boca e a lua
    A minha boca e a tua
    Vão deixando pela rua
    Palavras e silêncios
    Que jamais se encontrarão"

    ResponderExcluir
  6. O silêncio para quem não valorizou a sua presença.

    ResponderExcluir